Iniciou nesta segunda-feira (24), a capacitação da terceira turma dos agentes da Guarda Civil Municipal de Teresina (GCM) que irão atuar no atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica, acompanhadas pela Guarda Maria da Penha. A atividade tem como objetivo instrumentalizar os agentes para a atuação através da perspectiva de gênero, visando ampliar as ações de enfrentamento a violência e a rede de atendimento às vítimas.

O treinamento está sendo realizado no auditório da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e será ministrado ao longo de toda a semana, nos turnos manhã e tarde. Nesta terceira turma, serão capacitados 20 guardas municipais, mas a expectativa é que o curso prepare mais de 180 agentes somente neste ano de 2020 para atuar no atendimento especializado às vítimas.

A gerente de Enfrentamento à Violência da SMPM, Lidiane Oliveira, explica que o curso é mais uma ferramenta para ampliar o conhecimento dos agentes que irão atuar na Guarda Maria da Penha e destaca ainda algumas das abordagens que devem ser  trabalhadas com a nova turma.

“O curso é dividido em módulos. Iniciamos com a discussão de gênero, passando pelo panorama da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres, onde abordamos a própria Lei Maria da Penha como mecanismo de proteção a essas mulheres. É uma semana cheia de novidades, buscamos trabalhar sempre de uma forma participativa, tentando provocar uma reflexão sobre o tema para desnaturalizar o fenômeno da violência”, explica Lidiane Oliveira.

Para a agente Willyara de Sousa Silva, que compõe a terceira turma de capacitação da Guarda Maria da Penha, a preparação é fundamental, pois aborda diferentes perspectivas de trabalhar o enfrentamento à violência contra às mulheres.

“O ideal seria que todas as pessoas passassem por um curso desses, pois nos possibilita uma visão diferenciada do que acontece no nosso dia a dia. É muito gratificante estar aqui e participar desse treinamento, as informações são passadas de maneira clara e objetiva, ou seja, de fácil entendimento”, destaca.

O projeto da Guarda Maria da Penha iniciou ainda este ano e tem a missão de acompanhar mulheres em situação de violência por meio do monitoramento de medidas protetivas, através de uma equipe exclusiva. A quarta turma de capacitação está prevista para iniciar no mês de setembro, com mais 20 agentes da Guarda Civil Municipal de Teresina.